sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Se segura, Juju

Pré-30. Na veia, no inferno astral, no rosto-já-nem-tão-novo. Perdi o viço e a pose. Mas o que mais me incomoda, mesmo com inúmeras outras perdas, é ainda não ter amadurecido em alguns pontos.
Amadurecer, saca? Fingir que assuntos de terceiros nada têm a ver comigo, preocupar-me somente com o que diz respeito a mim, viver uma vida plena de “eus”, sem me importar com “tu”, “eles” ou “nós”. Maldito espírito de equipe! Valeu, time, mas estou sozinha nessa. E já passei do ponto, se vocês querem saber. Pois sempre cometo o mesmo erro de me impor como A Guardiã da Grande Verdade, mas esqueço que o papel de El Justiciero deve ter saído de moda lá pelos anos 90.
Esse misto de Kate Mahoney e Rambo, efetivamente, não está com nada.
Que venham os 30, e, se não for pedir muito, que eles me tragam a certeza de que, como uma boa ariana, sou muito melhor em esportes individuais.

2 comentários:

MegMarques disse...

A gente não nota muito mas vai amadurecendo com a idade, sim.
Embora para cada dois passos à frente eu dou sempre um para trás.
Avanços e retrocessos o tempo todo...

beijos

Ângela Fatorelli disse...

menina, de repente a ladeira muda de ângulo, quando vc vê, é um horror. e ainda mais para quem foi bela como eu. e com esses códigos de beleza vigentes, ó ceus.